30 dezembro 2012

Bilhetinhos

Estou escrevendo isso no futuro. Quer dizer, hoje estou há cinco anos namorando com o Arthur e encontrei esses bilhetes que eu mandei pra ele. Aqui estão, para sempre.


















27 dezembro 2012

Arthur em 9 de 57

- Por favor, não se casa em Vegas
- Sério?! E se o padre for o Elvis Presley?
- Nem se o padre for Jesus!
- Mas se Ele disser que aquela mulher é a certa pra mim?
- Então isso quer dizer que quem vai estar ao seu lado vai ser eu


24 dezembro 2012

I'm getting old and I need something to rely on.

"I'm getting tired and I need somewhere to begin"

19 dezembro 2012

I don't know what any of you are saying, or the singer for that matter, but I REALLY love this song. It's refreshing. I really wish there were more of these songs around and that people listened to it more.
 I miss the days when I was able to fit inside a shopping cart without being ridiculed.

14 dezembro 2012

good poem


the night we met I knew I
needed you so
and if i had the chance i 
never let you go 
so until say you love me
i'll make you so proud of me 
(...)
please be my be my
be my little baby
say you'll be my darling 
be my baby nooow

I'll make you happy baby
just wait and see
for every kiss you give me 
I'll give you three 
oh since the day i saw you
i had been waiting for you
you know i will adore you 
until eternity 

(carta para o Sr.) Arthur em 8 de 57

Eu gosto de livros românticos, de filmes de ação, de mar, de frio, do ventinho na nuca, das cores que o sol faz nas nuvens, de música, de romances, de olhos claros, de tapetes macios, de sofás brancos, de risos, de sol, de chuva, de bolinhos, de flores, de chocolate, de cinema, de desenvolver "teorias" malucas, de rir até a barriga doer, de Jesus, de abraços, de beija bochechas fofas, de cachorros pequenos, de dias bonitos, de árvores, de sofás, de arte, de gente divertida, de escrever, de conversar por horas, de coisas azuis, de passear, de andar de mãos dadas, de dormir, de esmaltes, de sonhar e até ter pesadelos de vez em quando, de desenhar ovelhas, de livrarias, você. Eu gosto muito de você, porque antes eu só gostava de todas essas coisas, mas depois de você eu comecei a amar, amar de verdade todas as coisas. Eu te amo não porque você me aceita da forma que eu estou e não se importa com meus defeitos, mas porque você me faz alguém melhor e diminui o que eu tenho de ruim e faz o que eu tenho de bom ser muito grande. É como se você estivesse aqui mandado por Jesus, pra que eu pudesse sentir, com cheiros toques visões som e tudo mais, que eu sou sim feliz. 

Te amo, 
B

10 dezembro 2012

Kaco. Meu Kaco.

eu sou romântico, acredito na cara metade, alma metade, pingente metade. Acredito até que o amor nos liberta das maldições. 

{desejando} Arthur em 7 de 57


"(...)
Perco, e perco a cabeça quando
Minha cabeça está ocupada
Vira no avesso, sensação sem preço
Tudo, tudo, tudo parece que para

Abala meu mundo de cara no muro
Tua boca, boca, minha alma alada
Some meu centro meu discernimento
A vista, vista fica toda embaçada
(...)
Não vá, não vá, não vá embora
Fica, Fica por mais mil horas 
Toda vida,..., todas madrugadas

Quero, quero você todo dia 
Todas, todas suas manias
Sua língua,..., todas suas caras

(...)
Arrasa todas asas do absurdo
Já estamos voando,..., sem nem perceber 
(...)"

07 dezembro 2012

Arthur 6 de 57

a paixão é de verdade efêmera. e não demanda labuta alguma pra que se alcance esse estado de êxtase completo.
mas por que quando a gente fala de amor tem que falar bonito? 
a paixão acaba todos os dias, quando vamos dormir. a paixão só existe quando estamos despertos, é algo exclusivamente físico, e quando estamos inertes, parados ela não existe. é como uma reação guardada, que já existe e precisa apenas de um estalo, de um despertar, de uma coisa outra que desperte nosso sentidos primitivos. porque paixão é sim instinto. e não é por outro motivo que conseguimos nos apaixonar por qualquer coisa, qualquer pessoa. a primeira vista.

e quando dormimos ela não existe mais. a paixão é a sensação. amor é  sentimento. amor até dormindo. até morrendo.

e quando acordamos está lá de novo, isto é, se for despertada juntamente com o corpo. e não é por outro motivo que digo "me apaixono por você todos os dias". o seu nome desperta. o seu rosto desperta. as suas mãos. os seus olhos. as suas palavras. o seu eu. o seu coração. o seu corpo. o seu ser. a sua existência. tudo desperta. e na sua ausência também desperta, porque você existe e me ama. e eu me apaixono,e vou caindo... porque em inglês se diz "to fall in love" e eu caio mesmo, como quem se lança, como que não tem medo de subir no topo do prédio mais alto, da torre mais alta, com duas asas de penas e se jooogaaa...
.
.
.
.
.
.
e
.
.
c
a
a
a
a
a
i
.
.
.
.
.
.
v
o
a
a
a
n
d
o
o
o
.
.
.
e voa. e não importa o medo ou fio na barriga, eu volto lá pra cima e caio de novo. não interessa se a paixão dá a sensação de morte, como as montanhas russas dão, é melhor. é real.
e a paixão é física porque o corpo precisa responder a tudo que ela causa. o coração bate feliz. os olhos ficam sorrindo.

e da mesma brunna que escreve demais, vem ai a que canta muito.

01 dezembro 2012

arthur sendo meu em 5 de 57

Eu queria que você entendesse o que acontece comigo quando eu te vejo, ou quando eu falo com você ou quando ouço sua voz. Mas tudo bem se não entender, eu também não entendo porque meu primo fica tão eufórico quando me vê. e eu só to escrevendo porque eu to um pouco decepcionada comigo por desperdiçar as vezes em que posso ouvir tua voz e falar contigo, porque eu odeio falar no telefone justamente pelo fato de eu nunca dizer as coisas certas, porque eu fico muito feliz em apenas ouvir tua respiração, saber que você tá ali vendo tv (você deve saber que um dos meus sonhos ridículos é ver você vendo tv, porque eu te acho lindo.) e acho tudo lindo, não só seu rosto, ou seus olhos que me cativam, mas o seu corpo, suas pernas e seus pés, suas costas largas e claras, seu pescoço que tem um cheiro maravilhoso, acho lindo seu cabelo e as caras que você faz. eu amo todas as caras que você faz, acho lindo o  seu rosto quando você pensa, te acho lindo com raiva, se sentindo desconfortável ou tentando dizer que me ama sem falar nada. eu te amo muito e eu queria conseguir explicar isso de alguma forma, e eu acho que a única forma de te provar que te amo muito é dizer que quero me casar contigo ou dizer sim quando você me pergunta isso. o mais engraçado que pra sociedade provar meu amor seria dizer um sim, mas eu tenho certeza que eu preciso fazer mais, e eu tento de todas as maneiras que consigo te provar que meu amor por você é sim grande. e não me canso de dizer que amo você e tenho vergonha de dizer isso na frente das pessoas porque a psicologia diz que as pessoas nunca querem se mostrar verdadeiramente pros outros. e quer saber? o amor que eu sinto por você me faz ser eu mesma. antes eu não era a brunna. antes eu não era ninguém. agora eu te amo e isso faz de mim uma pessoa, uma amante, uma namorada, uma apaixonada, uma moça, uma um-dia-mãe, um-dia-esposa. eu não gosto muito que outras pessoas vejam isso em mim,  eu não quero que ninguém jamais veja, porque é só seu o que eu tenho guardado dentro de mim, porque o tipo de pessoa que eu sempre quis ser eu consigo ser com você. eu só quero que você saiba o que "você" significa pra mim, e pra mais ninguém. eu sou possessiva e não vejo problema nisso, não vejo problema em chamar de seu aquilo que te deixa dizer "eu". você é meu. e isso não é só um jogo de pronomes não, isso é amor, é aquilo que a gente quer dizer quando para de se beijar por um minuto, não porque tá com falta de ar, mas porque eu te faço parar porque eu quero te olhar e te dizer tudo isso, que você é meu, mas eu te olho e percebo que de uma forma muito traiçoeira você já sabe de tudo, porque todo mundo conhece muito bem aquilo que é seu. e você me conhece, me conhece bem demais, só não sabe disso; é como se fosse uma sessão na sua cabeça onde tem tudo sobre mim que você não sabe que ela existe, mas ela tá lá, prontinha pra ser explorada, e eu tenho a leve sensação que você já viu tudo, tem horas que você me olha como se já soubesse o que eu penso, então eu me sinto confortável, porque eu não preciso pensar em nada porque você já sabe e você vai fazer por nós. você talvez não saiba disso, mas é assim. você pode achar que não me entende, que eu te deixo confuso várias vezes, mas você me conhece e conhece como ninguém, porque Arthur, eu sou sua garotinha. e sou a primeira, a única. e isso em parte é ruim, porque haverá prazeres nessa vida que nós jamais gozaremos mas acima de tudo é bom, porque a parte do amor que tem gosto ruim que a gente nunca vai provar. e provavelmente ficar com uma única pessoa na vida pode realmente não ter grandes vantagens hoje em dia, mas eu não me importo, porque te amar é como uma aventura, eu simplesmente me lanço, porque eu sei que mesmo que ninguém esteja lá embaixo pra me segurar, eu estarei caindo com você, e o cair é um voo. acredite, se voarmos juntos terá alguém que vai nos segurar quando aterrizarmos. você é o primeiro e o único, porque se eu quero você hoje sei que vou querer amanhã e depois e depois e mais tarde e um pouco mais além... e vou te querer enquanto eu existir. isso pode ser mentira, pode ser que um tempo depois eu me canse ou simplesmente não queira mais, mas eu vou lutar pra querer de novo. o melhor de tudo é que eu sei que caso isso aconteça eu sei que não precisarei lutar, porque você é inteiramente desejável, da cabeça aos pés, de dentro pra fora e por fora. quem sai perdendo então sou eu, que não tenho muita coisa, não sou tão irresistivelmente desejável ou boa como você é, mas se eu tiver que ser, eu me torno isso. no fundo eu abuso mesmo da sorte que eu tenho e fico sofrendo com as histórias dos outros; eu choro com filmes românticos e me comovo com as tristezas alheias, porque isso é todo a dor que eu vou ter na vida, porque com você eu não sinto dor nenhuma, nada nada, nada que possa me fazer entristecer, ainda mais porque  eu consigo ver nos seus olhos escrito "eu jamais vou magoar a Brunna". é isso que eu acho bonito em olhos, não é a cor nem o tamanho, muito menos o brilho, mas o que eles me dizem. e os seus me dizem a todo instante coisas lindas e maravilhosas, mesmo quando você tá chateado porque quando você tá chateado é porque não queria estar naquela situação e tá chateado por isso, não pela situação, porque você sabe que pode lidar com todas as coisas. nossa, você ganhou o coração de uma mulher de maneira fácil, o que pode ser mais difícil que isso? eu te digo: ganhá-lo um pouco mais todos os dias, isso é mais difícil e você consegue. meu coração perto de você cresce e cresce muito e muito rapidamente e logo logo você vai poder ouví-lo, vai inclusive pegá-lo porque é o que você conseguiu ganhar. sabe toda a história por trás de coração de mãe? ela não nasce com ele, eu sei disso, ele vai sendo cultivado e vai ganhando tamanho e ele é realmente grande e pulsante. quem cultiva? bem, Deus prepara homens para cuidá-lo e filhos para aumentá-lo; acredite, você foi preparado com maestria. 

B. collector.

- Um dia eu vou ter uma coleção de livros enorme
- mas você nem compra muitos livros
- não, não dessa que as pessoas usam pra se fazerem de cult, dessas que pertencem aos cult de verdade.
- dessas que ficam guardadas na cabeça?
- e no coração também.
- é, ai ninguém esquece.