quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Arthur me pede em namoro em 11 de 57.

Uma noite atras eu havia ficado acordado até de madrugada pensando o que eu iria fazer. Dai ja era umas 3 horas da manhã quando eu decidi comprar um cd do chico buarque pra você e acabar te pedindo em namoro. Mas eu queria algo mais legal, então eu fui dormir pra pensar melhor no outro dia. Te encontrei na escola, nossa eu tava tão nervoso quando eu te vi, porque eu sabia que naquele dia eu iria fazer um pedido; não que fosse algo muito grande, mas pra mim isso era muito importante. Então eu falei "ei quando terminar a aula vamo almoçar comigo? Só eu e você, que tal?", você topou porque você sabia que naquele dia eu ia te pedir em namoro. É aquela coisa que a gente sabe que vai acontecer, mas sempre nos impressiona, sempre nos surpreende. Então eu fui pra aula e contei pro balbs, e pra elisama, e pra amanda, o que eu ia fazer e eles ficaram super felizes por mim, me desejaram sorte, principalmente o balbininho. Eu mal podia esperar pelo fim da aula pra tentar te ver em um intervalo de uma pra outra. Você não saia da minha cabeça Eu não sabia o que fazer mais. Então o balbininho me ajudou a pensar em outra coisa, sendo que num deu certo. Bem... quando acabou a aula eu fui atras de você, mas você tinha sumido e apareceu depois dizendo que ia fazer alguma coisa e eu disse que ia te esperar. Nesse intervalo de tempo eu fui atras da vick e perguntei pra ela qual era a sua musica preferida do chico e ela me disse "com açúcar com afeto", e eu pesquisei a melhor parte da musica (que era a ultima parte), imprimi guardei na minha carteira e foi um perfect timing, porque quando eu desci eu te encontrei. Nossa o meu coração nunca bateu tão forte. Dai eu falei "vamo?" e você "vamos". Saimos juntinhos, sabiamos o que ia acontecer e eu te levei pro del, e eu num parava de te olhar, e você me falando do seu dia. Eu te levei na saraiva e tentei esconder o cd do chico o carioca, sendo que você achou, isso estragou um pouco a surpresa. Mas eu comprei mesmo assim. Ganhei até regua. Te levei pro aldeota e fomos para a nobel. aaaaaaaah nobel... é muito bom lá e é um local especial pra mim. Sentamos no sofá e foi como se o tempo tivesse parado. Eu pensei em tudo que poderia acontecer, mas mesmo eu fui em frente com medo de você me dizer não de novo. sei lá. Eu te entreguei o cd e você abriu um sorriso imenso e te entreguei o papel, você leu e ficou toda vermelha, leu com uma felicidade a qual eu não sabia explicar. Dai eu falei, "ta pronta?", dai você acenou que sim. Eu falei bem pertinho do seu ouvido "Brunna? você quer namorar comigo?". Nesse momento você falou sim imediatamente e eu sorri, e você sorriu e me abraçou. Naquele momento eu estava tão feliz, mas tão feliz

tão
tão
tão
feliz
Dai eu perguntei se eu podeira te beijar, mas você disse que ainda tinha vergonha. Bem, eu respeitei; nem liguei pra falar a verdade, eu estava namorando com você. FINALMENTE. Foi uma conquista e tanto, dai a gente ficou sentadinho lá, abraçados, como se só fosse eu e você e nada importasse mais. Dai eu te levei pra almoçar de mãos dadas, eu não parava de olhar pra você e pra minha mão entrelaçada com a sua. Aquilo era lindo. Nós fomos almoçar no bob's, eu peguei o meu e o seu, mas eu não poderia chegar perto da mesa porque você tava falando com sua mãe, tão feliz. Eu passei uma tarde com você, pelo menos uma parte dela porque você tinha que ir, mas foi um ótimo dia, foi um dia feliz. Foi O dia feliz. 
Gostou da historia?

Quando a noite enfim lhe cansa, você vem feito criança
Pra chorar o meu perdão, qual o quê!
Diz pra eu não ficar sentida, diz que vai mudar de vida
Pra agradar meu coração
E ao lhe ver assim cansado, maltrapilho e maltratado
Ainda quis me aborrecer? Qual o quê!
Logo vou esquentar seu prato, dou um beijo em seu retrato
E abro os meus braços pra você.

Be your princess is a many-splendored thing

terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Arthur em 10 de 57

"Sinto falta das tardes que nós passávamos juntos, sinto falta de ouvir sua voz pertinho de mim, sinto falta de sentir seu cheiro de victoria's secret, sinto falta de te sentir perto de mim, sinto falta de te encontrar no ônibus por coincidência, sinto falta da nossa personalidade legal (quando ficamos longe um do outro ficamos uns chatos kkkk) sinto falta de você e mais ainda de nós... te amo brunninha, to com saudades."
Tutu
21/01/2013 17:11:18

quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

"a rotina da pele é o arrepio"


"From the moment I wake
To the moment I sleep
I'll be there by your side
- don't you shiver?
Sing it loud and clear
I'll always be waiting for you
So you know how much I need you"

só lembre de três coisas: eu e você, cultura e essa música tocando na loja inteira.

sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

lord of the rings ll - the two towers

All we have to decide is what to do with the time that is given to us.
- Gandalf 

lost in lost


quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

eu tava vendo uma foto nossa e uau naquele dia eu me sentia mais feliz que formiga em todynho! e sabe aquela coisa de ficar vendo a mesma coisa por um bom tempo e ela fazer sua cabeça te levar pra milhares bons em que você já esteve? ai eu fui lembrando de algumas coisas boas e outras muito boas, como por exemplo do dia em que a gente ficou conversando por tanto tempo e pertinho um do outro por tanto tempo que como pode ter exisitido dias ruins depois daqueles? Como coisas ruins acontecem tão ousadamente em momentos tão bons? Então lembrei dos momentos nem tão bons, que nada acontecia e que a gente ficava caladinho e você tentava achar na sua cabeça alguma coisa pra me dizer.
Preciso te contar um segredo.
É bom fazer silêncio com você.
E na verdade nem precisava a gente dizer nada, porque a gente tá namorando e diferente de quando a gente não tem muito o que conversar com um amigo, a gente pode sim fazer outra coisa. Mas nesses dias a gente parecia não saber disso, e por incrível que pareça as poucas coisas que apareciam na minha cabeça pra te dizer poderiam te magoar, então eu ficava um pouco nervosa e dizia qualquer coisa, perguntava qualquer coisa, ou contava ou perguntava algo repetido, mesmo que eu saiba que você não gosta que falem sempre das mesmas coisas. E quando eu lembrei dos dias ruins, olhando pra nossa foto eu precebi que nesses dias não acontecem nada, nem bom nem ruim, nada.