domingo, 4 de junho de 2017

Autenticidade

Autenticidade é não copiar as outras pessoas, é sobre criar seu próprio caminho. Ou mais ou menos isso. Ouvindo hoje isso eu fiquei pensando em como perco tempo tentando parecer com alguém, me esforçando para conhecer pessoas que me inspiram para de alguma forma eu ser ao menos parecida com elas. Já escrevi outras vezes sobre isso, mas dessa vez fico pensando em como as pessoas que realmente admiro ou as que me ensinam algo que acho interessante, são simples, vivem a seu modo repetindo aquilo que acreditam e isso se reflete em sua forma de viver e por isso me inspiram, de algum modo. Gostaria muito de passar menos tempo na internet, lendo mais e procurando menos coisas pra salvar no pinterest ou no we♥it porque, afinal, pra que serve isso? Minha vida não se baseia nisso, quer dizer, que servir pessoas e ter um mural com fotos bonitas não me leva a isso. Poderia estar criando muito mais, fazendo zines ou pelo menos ajudando. Quem sabe.

Hoje passei bastante tempo no pinterest e me percebi como uma amiga que tem uma bela conta no pinterest mas na vida real ela é bem fútil, um pouco vazia e com falta de algo. Me sinto dessa forma. O que me dá vontade?

Imitando pessoas, me senti como as fashionistas que vestem as roupas da CDG em comparação aos japoneses que vestem as roupas da marca. Ela parece uma palhaça, de verdade, no sentido literal. Eles parecem eles mesmos, no sentido que não podemos explicar. Como a Clarice, ninguém imita Clarice, mas nós a vivenciamos, ela está em nós.

0 comentários:

Postar um comentário | Feed