segunda-feira, 12 de junho de 2017

Não chamo de apropriação cultural, mas a apropriação da moda é sempre patética!

     "É uma diferença de conta bancária, basicamente

     A ideia é brincar de ser pé-rapado e ferrado sem ter de passar por isso. Uma espécie de café descafeinado versão fashion. Ou seja, o mendigo parece estiloso e tem esse ar largado interessante (talvez seja a falta de comida, dinheiro e casa, hã? Que tal essa explicação? A colocação aqui, como a barba, é irônica…), mas ninguém quer ficar na sarjeta para entrar no modelo, correto?

     Uma pessoa que trabalha no banco e ganha salário mínimo provavelmente não poderá ir trabalhar com o look hipster. O herdeiro do banco ou um top publicitário, sim."

por Vivian Whitman, uma moça que eu to amando tipo assim ai que mulher inteligente!

*Esse post tbm é um grito em nome dos creepers que viraram ridículas flatforms.

Nenhum comentário: